SINDPRF-CE em defesa do efetivo. Sempre.

SINDPRF-CE em defesa do efetivo. Sempre.

Vivemos tempos complexos em nosso País, nos quais os princípios basilares da Constituição Cidadã, sustentáculos da democracia, vez por outra sofrem ataques, qualquer que seja a intenção, da parte de pessoas que enveredam por caminhos tortuosos e confundem o público com o privado, e agem como se proprietários fossem daquilo que pertence ao todo, ao coletivo, e findam por prejudicar ainda mais a qualidade dos serviços prestados à população, justificativa utilizada para suas atitudes impensadas, para dizer o mínimo.

Recebemos de filiados ao SINDPRF-CE lotados na 5ª Delegacia - Icó/CE, a comunicação de ações comportamentais do chefe daquela sub-unidade, incondizentes com os melhores princípios de gestão da administração pública, e procuramos, então, o Superintendente Regional para, em respeito às boas relações institucionais, buscar o melhor deslinde para as situações relatadas, sendo prontamente recebidos; ouvidas as partes, aguardamos o resultado. Não foi o esperado. Novamente notificados pelo efetivo do agravamento da situação, outra vez conversamos com o gestor regional, e, desta feita, visitamos as UOPs para conversar com os envolvidos, e constatamos um alto grau de insatisfação com o gestor local (mesmo quem teceu elogios à gestão, fez ressalvas a certos comportamentos do titular).

O Sindicato tem, como princípio primeiro, a defesa de seus associados, e, ao passo em que a administração se agigante sobre alguém com forças infinitamente superiores, não se pode quedar calado ante as injustiças perpetradas, e espera de cada um que defenda seu parceiro como a si mesmo. Esta é a meta que esperamos alcançar. É nossa missão. Respeitosa, democrática, mas, firmemente, defender o PRF. Nossa opção será sempre pelo efetivo.

Há problemas demais a preocupar os gestores; desnecessário criar outros decorrentes de distorções, visões estreitas, restritas, sentimentos mesquinhos e menores que em nada ajudam a evolução, quer das pessoas, quer das instituições.

A posição de chefia, por si só incômoda, dada a sua natureza de controle e de fiscalização, de guardiã dos interesses da administração, há de ser exercida sempre com equilíbrio, com a compreensão dos diversos e complexos elementos que compõem o serviço público, e suas relações com os administrados.

Ecoam em nossos ouvidos os relatos antigos de chefes que se apoderavam da PRF sem o menor preparo ou aptidão, apaniguados por políticos ou quem quer que os valha. Isto ficou no passado. Em todas as situações o chefe bom – para a administração, deve balancear atos e atitudes para ser o bom chefe – para os subordinados.

Desarmonia e excessos não fazem bem nem nunca farão, qualquer que seja a relação. Muito menos assédio. Somos pessoas, somos humanos, e como tais devemos unir esforços para o melhor resultado, quer institucional, quer pessoal.

Assim, os fatos que nos foram relatados estão sendo discutidos com a banca de advogados contratada pelo Sindicato. Mantemo-nos abertos a ouvir e debater com a administração as situações narradas, no desiderato de se buscar a harmonia esperada, mas de pronto nos colocamos a postos para repudiar qualquer ação que viole direitos do efetivo envolvido.

 

Ronaldo Vieira,

Presidente do SINDPRF-CE

 

Próxima notícia

Veja todas as notícias ›
Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais no Estado do Ceará | SINDPRF-CE
Rua Margarida de Queiroz, 07 - Cajazeiras - Fortaleza/CE CEP.: 60.864-300
PABX/FAX: (85)3279-2848 / (85)3279-5698
sindprfce@sindprfce.com.br